Missão

A Revista de Sustentabilidade e Tecnologia Ambiental tem a missão de divulgar trabalhos técnico-científicos que contribuam para o desenvolvimento de uma sociedade sustentável sob os pontos de vista tecnológico e ambiental.

Histórico

A Revista de Sustentabilidade e Tecnologia Ambiental é um periódico técnico-científico publicado pelo Instituto de Tecnologia de Pernambuco (ITEP). O primeiro volume foi publicado em setembro de 1981, sob o título Revista Pernambucana de Tecnologia (ISSN: 0101-9856 - versão impressa). Essa primeira fase estendeu-se até 1987, com frequência de publicação quadrimestral. Na década de 1980 o periódico servia como instrumento de apoio ao desenvolvimento científico e tecnológico do Estado de Pernambuco e da Região Nordeste. Assim, caracterizou-se por divulgar trabalhos desenvolvidos principalmente por profissionais vinculados a instituições sediadas em Pernambuco. Entre os temas de interesse para o avanço tecnológico regional daquela época, pode-se citar: fontes de energia renovável (ex.: etanol, eólica, óleo vegetal), produção mineral (ex.: gesso, enxofre) e tecnologia da madeira.

Após essa primeira fase, o periódico deixou de ser publicado por mais de duas décadas. Durante esse hiato, o ITEP expandiu seus horizontes e consolidou-se também na área de ensino com a implantação do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia Ambiental (curso de mestrado profissional). As prioridades de desenvolvimento tecnológico do Estado de Pernambuco também foram expandidas, englobando novas fronteiras como petróleo e gás, ciências ambientais e segurança alimentar. Além disso, a evolução das tecnologias da informação facilitaram sobremaneira a publicação e divulgação de mídias de comunicação técnico-científica. Nesse contexto, a diretoria do ITEP decidiu retomar a publicação da Revista Pernambucana de Tecnologia, desta vez em formato eletrônico (ISSN: 2319-0949 - versão online). Essa segunda fase ocorreu entre 2013 e 2015 com frequência de publicação anual. Diversos trabalhos publicados nesse período não foram desenvolvidos em Pernambuco, sinalizando que o periódico havia conquistado uma inserção regional mais abrangente. Entre os temas dos artigos divulgados nessa fase pode-se citar: mudanças climáticas, construção civil e gestão de resíduos.

Um novo hiato na publicação do periódico ocorreu nos anos de 2016 e 2017. Esse curto período serviu para reflexão e planejamento de grandes objetivos. O corpo editorial passou a ser liderado por pesquisadores externos ao ITEP e ganhou representatividade nacional com a inclusão de editores vinculados a instituições sediadas em outras regiões do país (em fase de implementação). O processo de submissão de manuscritos passou a ser automatizado e completamente online. O título do periódico foi alterado para Revista de Sustentabilidade e Tecnologia Ambiental. Essa mudança de nome não alterou significativamente o escopo proposto para o periódico no lançamento de sua segunda fase de publicação (2013-2015). Entretanto, a alteração foi fundamental para refletir mais objetivamente esse escopo e dar maior visibilidade ao periódico. Além disso, o novo nome cobriu uma lacuna existente nos títulos dos principais periódicos nacionais, visto que na época da mudança não havia nenhum periódico na base do SciELO (Scientific Electronic Library Online) que destacasse o termo "sustentabilidade" no título.

Escopo

A Revista de Sustentabilidade e Tecnologia Ambiental é um periódico que publica trabalhos técnico-científicos em assuntos relacionados ao desenvolvimento de uma sociedade sustentável sob os pontos de vista tecnológico e ambiental. Com base nesse escopo, o periódico publica trabalhos nas temáticas de sustentabilidade ambiental e tecnologia ambiental.

No tema de sustentabilidade ambiental, incentiva-se a submissão de trabalhos relacionados aos seguintes assuntos:

  • Geociências
  • Meio ambiente
  • Mudanças climáticas
  • Recursos naturais
  • Segurança alimentar

No tema de tecnologia ambiental, incentiva-se a submissão de trabalhos relacionados aos seguintes assuntos:

  • Biotecnologia
  • Energias renováveis
  • Engenharia ambiental
  • Produção sustentável
  • Tecnologia de materiais

Políticas editoriais

Política de acesso

O site oferece acesso livre e imediato a todo conteúdo publicado pelo periódico desde o lançamento de seu primeiro volume (em fase de implementação). Essa política é baseada nos seguintes princípios:

  1. O avanço técnico-científico da humanidade não ocorre sem a comunicação escrita;
  2. A democratização do conhecimento passa pela disponibilização de conteúdos técnico-científicos relevantes;
  3. A disseminação gratuita do conhecimento facilita a diminuição de desigualdades sociais, econômicas e tecnológicas.

Em consonância com sua política de acesso livre, o periódico também não cobra nenhuma taxa de processamento ou taxa de publicação de trabalhos técnico-científicos.

Política de direitos autorais

Exceto onde especificado de outra forma, todo o conteúdo do periódico está licenciado sob a atribuição CC BY da Creative Commons. Essa licença permite que terceiros copiem, adaptem e redistribuam o material licenciado mesmo para fins comerciais. Entretanto, o devido crédito deve ser atribuído aos autores do trabalho e ao periódico científico. Além disso, o uso do material por terceiros não implica endosso dos autores nem do periódico. Esse tipo de licença é usada pelos periódicos científicos listados no SciELO e tem o objetivo de maximizar a disseminação do conteúdo licenciado. Excepcionalmente, os autores podem solicitar ao editor-chefe que arquivos do material suplementar (ex.: software, aplicativo, etc) sejam licenciados de outra forma.

Política de privacidade

As informações registradas na base de dados do periódico serão usadas exclusivamente para os objetivos relacionados com a atividade-fim desta publicação. Tais informações não serão repassadas para terceiros.